5 carros automáticos mais econômicos que manuais; lista completa

A grande vantagem do câmbio automático é sem dúvida a facilidade de transmissão. Mas os carros automáticos, em geral, apresentam maior consumo de combustível. Por outro lado, há modelos de carros automáticos que surpreendem e consomem menos que os manuais. Assim, preparamos uma seleção com 5 carros automáticos mais econômicos que manuais.

5 carros automáticos mais econômicos que manuais
(Foto: Divulgação/Honda)

5 carros automáticos mais econômicos que manuais

1 – Fiat Pulse

5 carros automáticos mais econômicos que manuais
(Foto: Divulgação/Fiat)

Aproveite e veja:Tudo sobre o Fiat Pulse em detalhes

Quem abre a nossa lista é o Fiat Pulse. O primeiro SUV da montadora italiana foi lançado por aqui em novembro de 2021. Este carro trouxe consigo diversas inovações e novos conjuntos mecânico. Sem falar da transmissão do tipo CVT. Apenas uma versão do modelo usa câmbio manual e uma transmissão: a 1.3 Drive. As duas usam um motor 1.3 Firefly, que pode gerar 107 cv de potênciae13,7 kgfm de torque máximo.

A diferença de consumo entre os dois é bastante pouca. O modelo manual pode rodar 12,6 km/l (gasolina) e 9,1 km/l (etanol) na cidade. Já na estrada, ele faz 14,7 km/l (gasolina) e 10,1 km/l (etanol). Enquanto isso, o modelo com câmbio CVT faz 12,9 km/l (gasolina) e 9,2 km/l (etanol) em trechos urbanos e 14,3 km/l (gasolina) e 10,4 km/l (etanol em estradas.

2 – Honda Fit

(Foto: Divulgação/Honda)

Agora iremos falar do Honda Fit. O modelo japonês foi fabricado no Brasil durante 18 anos e sempre foi conhecido por ser uma boa opção de carro espaçoso. Só que acabou saindo de linha no ano passado. O modelo 2021 tinha sobre o capô o motor 1.5 i-VTEC 16V com sistema FlexOne. Sua potência máxima é de 116 cv e o torque máximo era de 15,2 kgfm. Ele também ser encontrado com dois câmbios diferentes.

E os números de consumo do modelo com câmbio do tipo CVT também podem ser maiores neste caso. Ele faz 9,9 km/l (gasolina) e 8,3 km/l (etanol) na cidade. Enquanto isso, na estrada ele faz 14,1 km/l (gasolina) e 12,3 km/l (etanol). Já a versão com câmbio manual faz 9,5 km/l (gasolina) e 8,3 km/l (etanol) na cidade. Além de 13,6 km/l (gasolina) e 11,6 km/l (etanol) na estrada.

3 – Nissan Kicks

5 carros automáticos mais econômicos que manuais
(Foto: Divulgação/Nissan)

Falaremos de mais um caso que envolve SUVs. ONissan Kicks é um dos principais carros da gama de sua montadora. Ele foi lançado em 2016 e passou por uma boa reestilização no ano passado. Todas as versões do carro estão equipadas com um motor 1.6 CVVTCS 16V Flex, que pode produzir 114 cv de potência e 15,5 kgfm de torque. Ele usa transmissão manual e CVT.

Neste caso, o modelo automático só perde em um quesito. Ele faz 9,3 km/l (gasolina) e 7,6 km/l (etanol) na cidade. Já em trechos de rodovia, o SUV pode rodar 13,6 km/l (gasolina) e 11,3 km/l (etanol). Já o modelo com câmbio manual 8,9 km/l (gasolina) e 7,8 km/l (etanol) na cidade. Além de 12,7 km/l (gasolina) e 10,9 km/l (etanol) na estrada.

4 – Toyota Yaris Sedan

5 carros automáticos mais econômicos que manuais
(Foto: Divulgação/Toyota)

A versão sedã do Toyota Yaristambém entra em nossa lista dos 5 carros automáticos mais econômicos que manuais. O modelo foi lançado em 2018 junto com seu irmão hatch. Ele se destaca por ter uma bom espaço interno. Além de um bom porta-malas. O modelo 2021 trazia um motor 1.5 16V Flex. Ele podia gerar uma potência de 110 cv e um torque máximo de 14,9 kgfm. Ele era oferecido em dois tipos de transmissão: manual de seis marchas e CVT.

E a segunda podia ser mais econômica que a primeira. Com câmbio automático, o carro podia fazer 13 km/l (gasolina) e 9 km/l (etanol) na cidade. Além de 14,5 km/l (gasolina) e 10,6 km/l (etanol) na estrada. Enquanto isso, o modelo manual podia fazer 13 km/l (gasolina) e 9 km/l (etanol).

5 – Fiat Toro

(Foto: Divulgação/Fiat)

Por fim, falaremos de uma das picapes mais queridas do País. A Fiat Toro foi lançada em 2016 e logo conquistou o público brasileiro. No ano passado, ela recebeu sua única atualização até o momento. Mas você se lembrava que ela era vendia com um câmbio manual? Isso mesmo! E quando ela estava sendo vendida. Ela vencia o modelo de câmbio automático em alguns quesitos.

O modelo 1.8 Flex manualfazia 9,9 km/l (gasolina) e 6,9 km/l (etanol) na cidade. Enquanto isso, na estrada, o carro fazia 10,9 km/l (gasolina) e 7,6 km (etanol). Agora, falando do modelo 1.8 Flex com câmbio automático, ele podia rodar 9,5 km/l (gasolina) e 6,4 km/l (etanol) na cidade e 11,2 km/l (gasolina) e 7,8 km/l (etanol) na estrada.

Com informações de UOL Carros/Webmotors/Inmetro

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde 2021, onde acumula desde então experiência e pesquisas sobre o setor automotivo. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
PG jogos - Fiat Pulse e mais carros automáticos mais econômicos que manuais