PG jogos - Carros elétricos estão mais acessíveis, mas falta ponto de recarga

De acordo com os dados, a procura por carros elétricos só cresce, seja pela alta da gasolina, investimento em longo prazo, bem como questões de poluentes e outros. No entanto, os pontos de recarga ainda são escassos no país.

carros elétricos crescem, mas falta investimento
carros elétricos crescem, mas falta investimento (Foto: Pixabay)

Carros elétricos serão o futuro, mas ainda falta investir em estrutura de pontos de recarga

Conforme os dados da Associação Brasileira do Veículo Elétrico, a ABVE, o mercado de automóveis e comerciais leves eletrificados no Brasil apresentou em 2021 o melhor resultado da série histórica da entidade, com o recorde absoluto de 34.990 unidades vendidas.

Os números superaram todas as previsões da ABVE e representam um aumento de 77% sobre os 19.745 emplacamentos de 2020 e de 195% sobre os 11.858 de 2019, período anterior à pandemia.

VEJA TAMBÉM

Com 3.435 emplacamentos, as vendas de veículos eletrificados no Brasil tiveram o melhor mês de fevereiro da série histórica, segundo os últimos dados da ABVE.

Esse número equivale a um aumento de 147% sobre fevereiro de 2021 (1.389) e de 34% sobre janeiro de 2022 (2.558).

Corresponde também a 2,8% das vendas domésticas totais de automóveis e comerciais leves no Brasil, que foram de 120.192, segundo a Fenabrave.

Essa evolução indica que os eletrificados conquistam gradativamente mais participação no mercado doméstico total.

Em janeiro, por exemplo, o market share dos eletrificados foi de 2,2%. Em 2021 (janeiro a dezembro), de 1,8%.

Esses números referem-se à soma de automóveis, comerciais leves e utilitários/SUV híbridos (HEV), híbridos plug-in (PHEV) e 100% elétricos (BEV).

A frota de eletrificados leves no Brasil já é superior a 82 mil veículos, devendo ultrapassar a marca dos 100 mil no início do segundo semestre.

Considerando somente os elétricos plug-in, os PHEV ficaram com 20% das vendas do segmento e os BEV com 12% (BEV), com um total de 1.091 unidades emplacadas em fevereiro, ou 0,9% de market share.

carros elétricos crescem, mas falta investimento
Categoria cresceu nos últimos anos (Foto: Pixabay)

Os desafios existentes para o crescimento dos carros elétricos no Brasil

No entanto, segundo o presidente da ABVE, Adalberto Maluf, esse crescimento é positivo, mas pode e deve ser muito melhor.

“As vendas no Brasil estão crescendo. Entretanto, se compararmos só os veículos elétricos (BEV+PHEV), o Brasil emplacou apenas 0.9% do total em fevereiro”.

Ele comparou esse percentual com o da Alemanha, por exemplo, cujas vendas de elétricos (BEV + PHEV) saltaram de 3% do mercado local em 2019 para 26% em 2021 (25% em fevereiro de 2022).

Ou com a China, cujas vendas de veículos leves de “novas energias” (BEV + PHEV) atingiram 13% do gigantesco mercado do país em 2021. Na Europa, esse market share chegou a 17% no ano passado. Nos Estados Unidos, a 4%.

O mercado global de elétricos leves (BEV + PHEV) alcançou 8,3% das vendas totais, com 6,7 milhões de veículos vendidos em 2021 (EV Volumes).

“Esse cenário deve se transformar num desafio para a inserção das fábricas brasileiras nas cadeias produtivas globais” – acrescentou o presidente da ABVE.

“Se não avançarmos muito mais na eletrificação do transporte, correremos o risco de ver mais fechamentos de parques produtivos no Brasil”.

Falta pontos de recarga disponíveis

Ou seja, mesmo com a boa introdução dos veículos no mercado nacional, ainda falta investimento em infraestrutura e incentivos para a categoria.

De acordo com um levantamento realizado pela Anfavea ainda em 2021, em 2035, 62% da frota de carros nacionais 0 km, será de propulsores elétricos. No entanto, para isso, é necessário investir em estrutura urbana.

Atualmente, a maioria dos eletropostos são derivados de iniciativas privadas que estimulam a venda de seus veículos. No entanto, o mercado ainda é concentrado em  um único local.

Para método de comparação, 49,31% dos pontos de recarga estão localizados em São Paulo, seguido por Santa Catarina (11,03%), Rio de Janeiro (9,31%) e Paraná (7,93%).

carros elétricos crescem, mas falta investimento
Quase 50% dos eletropostos estão em São Paulo (Foto: Pixabay)

Senado aprova Frente pela Eletromobilidade: novas discussões devem ser estimuladas

O Senado Federal aprovou em março, a criação da Frente Parlamentar Mista pela Eletromobilidade.

O objetivo é defender políticas de energia renovável e eletromobilidade no Brasil.

“A Frente pela Eletromobilidade é de grande importância para o país. É o Congresso Nacional se integrando ao debate mundial sobre transportes e energias renováveis” – disse o presidente da ABVE, Adalberto Maluf.

“A eletromobilidade é a grande fronteira tecnológica da economia mundial, e a Frente Parlamentar ajudará o Brasil a inserir a sua economia nessa transição o mais rápido possível”, completou.

Para a ABVE, o principal objetivo da Frente é apoiar uma Política Nacional de Eletromobilidade. O foco dessa política deve ser orientar a transição da matriz de transportes brasileira para uma economia de baixo carbono e baixa emissão de poluentes.

O plenário do Senado aprovou a criação da Frente Parlamentar Mista pela Eletromobilidade a partir do Projeto de Resolução (PRS) 64/2021, do senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL).

Segundo o PRS 64/2021, a Frente tem por objetivo “promover debates e iniciativas a respeito de políticas públicas e outras medidas que estimulem a eletromobilidade no Brasil, como o uso do carro elétrico”.

O senador Rodrigo Cunha afirmou que “a eletromobilidade é a mais importante ferramenta para alterar a realidade caótica das cidades, Barata, rápida e sem poluir, é capaz de transformar a vida de cada um dos habitantes de uma cidade, direta ou indiretamente.

carros elétricos crescem, mas falta investimento
Novas iniciativas devem surgir (Foto: Pixabay)

 

 

Nicole Santana
Nicole SantanaJornalista e especialista em comunicação empresarial, com bagagem de mais de três anos atuando ativamente no setor automotivo e premiada em 2016 por melhor reportagem jornalística através do concurso da Auto Informe. Atualmente dedica-se à redação do portal Garagem 360, produzindo notícias, testes e conteúdo multimídia sobre o universo automobilístico.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
PG jogos - Carros elétricos estão mais acessíveis, mas falta ponto de recarga