PG jogos - GM anuncia demissão em massa após encerramento da produção do Bolt nos EUA

AGM, dona da montadora Chevrolet,anuncioudemissão em massa nos Estados Unidos após o fim da produção do modelo Bolt.Veja! 

GM anuncia demissão em massa após encerramento da produção do Bolt nos EUA

 

Greve recente nos Estados Unidos foi uma das maiores dos últimos tempos (Foto: Divulgação)

 

Demissão em massa da GM com fim do Bolt 

Após a decisão de interromper a produção dos modelosChevrolet Bolt eCamaro nos Estados Unidos, a General Motors (GM) anunciou a demissão de 1.314 trabalhadores. 

O corte afetará funcionários em duas fábricas do estado de Michigan, no centro-oeste americano. 

Segundo a montadora, será preciso um ‘’processo de reestruturação’’ após acordo firmado com trabalhadores após uma greve recente. 

Na ocasião, ficou definido que a companhia terá que promover um aumento de 25% nos salários dos grevistas, além de reajuste em outros benefícios, totalizando um upgrade de mais de 30%. 

O fim dos contratos dos empregados passa a valer a partir do começo de 2024, em 2 de janeiro. 

Duas fábricas de Michigan

Dos 1.314 funcionários demitidos, 945 pertenciam à unidade fabril ‘’Orion Assembly’’. Os outros 350faziam parte da produção na fábrica ‘’Lansing Grand River’’.  

A primeira já começou o processo de encerramento da fabricação do modelo elétrico Chevrolet Bolt, enquanto a segunda unidade também interrompeu a produção do Camaro. 

Foco na eletrificação dos veículos

Enquanto uns se encerram, outros ganham notoriedade, é isso que acontece com os novos rumos da produção estadunidense (e global) da GM. 

Sendo assim, a montadora utilizará essas e outras fábricas em transição para reunir esforços na produção de modelos elétricos, sobretudo as picapes, a partir de 2025. 

Vale lembrar que a GM se comprometeu recentemente com a meta de parar de vender veículos a gasolina até 2035. 

GM anuncia demissão em massa após encerramento da produção do Bolt nos EUA

 

Greve recente nos Estados Unidos foi uma das maiores dos últimos tempos (Foto: Divulgação)

 

Acordos firmados na última greve

Ao fim de seis semanas de negociação, a General Motors firmou acordo com trabalhadores em uma das maiores greves recentes no país americano. 

Foi definido que a GM terá que desembolsar cerca de US$ 9,3 bilhões (R$ 45 bilhões) para estabelecer acordo com os sindicatos da categoria nos Estados Unidos. 

Além do aumento salarial e garantia de direitos a 45 mil funcionários, a GM se esforçou para dar fim à insatisfação que atingiu 7 fábricas em 22 estados norte-americanos.

Todas as informações sobre a GM, assim como as principais empresas do setor automotivo mundial você acompanha no Garagem360! 

Gervásio HenriqueJornalista com maior experiência profissional no setor automotivo. Atualmente redator do Grupo Gridmidia com foco no portal Garagem360.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
PG jogos - GM anuncia demissão em massa após encerramento da produção do Bolt nos EUA