PG jogos - Honda HR-V tem condições de desbancar os líderes da categoria

O SUV Honda HR-V foi apresentado ao mercado brasileiro em nova geração no ano passado em dois períodos. As versões de acesso, com motor 1.5 aspirado já presente na linha City, foram lançadas em agosto, confira os detalhes sobre a configuração EXL.

Confira a nossa avaliação do Honda HR-V, SUV que é vendido em nova geração e tem atributos que podem dar dor de cabeça aos concorrentes
Confira a nossa avaliação do Honda HR-V, SUV que é vendido em nova geração e tem atributos que podem dar dor de cabeça aos concorrentes (Foto: Nicole Santana/Garagem360)

Honda HR-V EXL é bom e tem condições de brigar com outros nomes do mercado

A nova geração do SUV foi apresentada ao mercado brasileiro em agosto do último ano. De forma geral, são quatro versões, sendo que as duas primeiras compartilham motorização com a linha City, também recente no mercado brasileiro.

O HR-V EX e o EXL foram os primeiros a serem disponibilizados para o público. Sobre esse último, a reportagem do Garagem360 testou o modelo e já tem uma opinião formada sobre o SUV, acompanhe.

VEJA TAMBÉM

Novo visual tornou o veículo muito mais jovial e arrojado

A atualização foi responsável por trazer uma linha de ombros elevada para a carroceria. Nesta versão, a dianteira tem grade com filetes horizontais, gerando forte identidade e sofisticação.

Outro elemento que auxilia para esse novo visual são os  faróis full LED , que por sinal, são de série em todas as versões. O que muda entre elas é o acabamento da moldura, que na EXL é preta.

Na traseira, o carro tem lanternas fumê com LED nas luzes de posição e freio. Elas são unidas por uma barra horizontal de LED que também cumpre a função de luz de posição. Abaixo deste característico detalhe estão a maçaneta da tampa do porta-malas, luzes de placa e câmera de ré.

Sobre as rodas, na versão EXL, elas são de 17 polegadas com acabamento escurecido, o mesmo aplicado na versão de entrada, a EX.

Outro detalhe do projeto do New HR-V é a baixa altura do capô, que favorece a visibilidade à frente, além de retratar o comportamento dinâmico. O deslocamento dos retrovisores externos para as portas – antes eram fixados junto à base das colunas A – também contribui para a melhora da visibilidade e, consequentemente, da segurança e do prazer ao dirigir.

Confira a nossa avaliação do Honda HR-V, SUV que é vendido em nova geração e tem atributos que podem dar dor de cabeça aos concorrentes
Traseira também ganhou nova identidade (Foto: Nicole Santana/Garagem360)

Interior gera mais conforto e segurança

O projeto do interior do New HR-V exibe o mesmo conceito aplicado ao design externo. A visibilidade foi aprimorada, com a elevação do ponto de visão do motorista em 10 mm, na comparação com a geração anterior.

Também houve uma pequena melhora no espaço interno, mesmo que de forma discreta, o espaço longitudinal para as pernas dos ocupantes do banco traseiro cresceu 35 mm, mesmo ganho notado no espaço para os pés.

Ainda no quesito espaço, o consagrado Magic Seat, sistema exclusivo de modularidade dos bancos, está presente no New HR-V com três modos de utilização (Utility, Long e Tall), que permite a acomodação de objetos das mais amplas dimensões e volume. O sistema é de grande ajuda em momentos que é necessário transportar objetos de diferentes tamanhos, por exemplo.

No quesito conectividade, painel de instrumentos e a tela da central multimídia touchscreen de 8 polegadas foram posicionados de maneira a exigir um desvio mínimo do olhar, permitindo ao motorista concentrar seu foco na via.

Confira a nossa avaliação do Honda HR-V, SUV que é vendido em nova geração e tem atributos que podem dar dor de cabeça aos concorrentes
Tela multimídia é de 8″ e freio de estacionamento é eletrônico (Foto: Nicole Santana/Garagem360)

O posicionamento da alavanca do câmbio e demais controles relativos à condução também foram pensados para evitar que o motorista altere sua postura ao volante ou tenha que desviar o olhar para acionar qualquer dispositivo.

Para aprimorar o conforto, os bancos são dotados do Sistema de Estabilização Corporal, uma tecnologia antifadiga que garante viagens com máximo conforto, uma vez que melhora o suporte do corpo, evitando o esforço constante para a retomada do posicionamento ideal.

Motor demora de responder, mas quando responde…

O New HR-V EXL tem o motor quatro-cilindros em linha aspirado, todo de alumínio, de 1.5 litro 16V DI DOHC i-VTEC, que tem potência máxima de 126 cv a 6.200 rpm, tanto com etanol como gasolina. O torque máximo é de 15,8 kgfm a 4.600 rpm (etanol) e 15,5 kgfm a 4.600 rpm (gasolina). A transmissão é automática tipo CVT, com a simulação de até sete marchas.

Ou seja, o SUV recebeu o mesmo conjunto motriz da linha City, porém, por conta da diferença de peso, sua a resposta imediata acaba sendo prejudicada. Nesse caso, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 11,8 segundos, e a velocidade máxima é de 176 km/h.

Ao dirigir em velocidades mais elevadas, o Honda HR-V EXL dotado do motor 1.5 aspirado pode um tempinho a mais para entregar toda sua força. Nas aceleradas iniciais, o ronco do motor quase que te engana, sem olhar o velocímetro a sensação é de estar em uma velocidade muito maior do que a real, justamente por esse “barulho” que vem debaixo do capô

Porém, ao pegar velocidade, o carro demonstra ótimo desempenho, estabilidade e passa sensação de confiabilidade ao motorista. Além disso, essa característica não pode ser aplicada como um ponto negativo do SUV, já que é algo presente na grande parte dos veículos CVT.

O compartilhamento de conjunto motriz é comum entre modelos de categorias distintas. Como comparação, o Hyundai Creta em suas versões de acesso também conta com o motor 1.0 turbo que é visto no HB20. No caso do SUV sul-coreano, a velocidade máxima é de 180 km/h e a arrancada de 0 a 100 km/h é feita em 11,5 segundos, dados um pouco mais vantajosos.

De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), o HR-V com o motor 1.5 aspirado tem consumo na cidade de 8,8/12,7 km/l (etanol/gasolina) e, na estrada, de 9,8/13,9 km/l.

Segurança para todos

Um dos pontos fortes da nova geração do HRV-V é o nível de segurança aplicado. Diferente do que acontece com outros modelos, o carro recebe um ótimo pacote de segurança desde a versão de entrada.

As quatro versões contam com o  Honda Sensing, um pacote de tecnologias de segurança e assistência ao motorista que se baseia em imagens captadas por uma câmera de longo alcance e de visão grande angular (cerca de 100º) e de um microprocessador de imagem de alta capacidade. Ele oferece as seguintes funções no New HR-V:

  • ACC – Controle de cruzeiro adaptativo – Auxilia o motorista a manter uma distância segura em relação ao veículo detectado à sua frente.  Ele conta com o Low Speed Follow, que permite a manutenção da distância do veículo à frente mesmo em baixas velocidades;
  • CMBS – Sistema de frenagem para mitigação de colisão – Aciona o freio ao detectar uma possível colisão frontal, com o objetivo de mitigar acidentes. Ele é capaz de detectar e identificar pedestres e veículos que estejam no mesmo sentido ou no sentido oposto. Bicicletas e motocicletas também podem ser detectadas pela câmera;
  • LKAS – Sistema de assistência de permanência em faixa – Detecta as faixas de rodagem e ajusta a direção com o objetivo de auxiliar o motorista a manter o veículo centralizado nas linhas de marcação;
  • RDM – Sistema para mitigação de evasão de pista -– Detecta a saída da pista e ajusta a direção com o objetivo de evitar acidentes;
  • AHB – Ajuste automático de farol – Comutação noturna automática dos fachos baixo e alto dos faróis de acordo com a situação.
Confira a nossa avaliação do Honda HR-V, SUV que é vendido em nova geração e tem atributos que podem dar dor de cabeça aos concorrentes
Sistema Magic Seat também é um dos pontos altos (Foto: Nicole Santana/Garagem360)

Além do Honda SENSING, todas as versões do New HR-V possuem diversos dispositivos de segurança, dentre os quais se destacam: seis airbags, assistente de estabilidade e tração, assistente para redução de ponto cego por câmera no espelho retrovisor do lado do passageiro, assistente de partida em rampa, sistema de acionamento de luzes de emergência em frenagens severas, sistema Isofix, alerta de baixa pressão dos pneus, câmera de ré multivisão e sensores de estacionamento.

Faltou algo no Honda HR-V EXL?

Como nem tudo é perfeito, durante alguns dias de avaliação do Honda HR-V EXL, foi possível constatar a falta de itens que poderiam facilitar a vida a bordo.

É válido lembrar que o carro é vendido por R$ 156.700, então a marca poderia sim incluir sensor de estacionamento frontal (a versão só conta com o traseiro), câmera 360º (a versão só conta com câmera de ré), e entrada para cabos USB-C.

O carro só conta com entrada USB tradicional, porém, se o seu aparelho é um iPhone, por exemplo, vai ser necessário um adaptador, porque o SUV, nessa versão, também não conta com sistema de carregamento por indução. O ponto positivo é que não necessita de cabo para usar o Android Auto ou o Apple CarPlay.

 

Nicole Santana
Nicole SantanaJornalista e especialista em comunicação empresarial, com bagagem de mais de três anos atuando ativamente no setor automotivo e premiada em 2016 por melhor reportagem jornalística através do concurso da Auto Informe. Atualmente dedica-se à redação do portal Garagem 360, produzindo notícias, testes e conteúdo multimídia sobre o universo automobilístico.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
PG jogos - Honda HR-V tem condições de desbancar os líderes da categoria